A mosca-branca (Bemisia tabaci) é uma das pragas rurais mais temidas entre agricultores. Este inseto sugador pode se hospedar em plantações de tomate, soja, feijão e algodão. Esses lugares são onde ele rouba os nutrientes da planta e, ainda, tem a possibilidade de transmitir o vírus da “necrose-da-haste”, que com a sua evolução pode levar o plantio à morte, causando grande prejuízo na propriedade.

Imagem de um fazendeiro, em sua plantação de dia

Além de usar os melhores mosquicidas para controlar, existem também outras formas que podem ajudar o agricultor a prevenir e eliminar essa praga da plantação. Por esse motivo, preparamos um conteúdo completo com várias dicas e informações sobre a mosca-branca que você precisa saber.

Ficou curioso? Continue rolando a tela e confira todas as dicas da Agroline!

O que é a mosca-branca?

Mosca-branca é uma praga agrícola que pode ser extremamente prejudicial para o desenvolvimento de plantações. Em casos mais graves, sua rápida reprodução pode acabar com plantações inteiras, gerando grandes prejuízos para agricultores de frutas, verduras e legumes.

O ciclo de vida da mosca-branca dura entre 25 e 50 dias. Ao se adaptar em condições de clima e umidade ideais, ela pode se reproduzir ao ponto de gerar de 11 a 15 gerações por ano. A fêmea pode colocar entre 100 a 300 ovos durante todo o seu ciclo de vida, o que expressa a importância de realizar o manejo adequado dessa praga antes que problemas mais graves surjam.

A fase de desenvolvimento da espécie se divide em: ovo, ninfa, pupa e adulto. Ao saírem do ovo, as ninfas já têm total capacidade de se movimentarem pelo ambiente. Para que o inseto consiga sobreviver, é preciso que esteja em um ambiente adequado. Quando isso não ocorre, elas podem se locomover para folhas para se alimentarem e se tornarem adultas.

Leia também: Pragas urbanas – quais são, como evitar e controlar?

Como eliminar a mosca-branca das plantas?

Mas afinal, como fazer o controle da mosca-branca? De maneira simples e prática, separamos uma lista com 4 medidas de prevenção que você precisa aderir em suas terras. Contudo, é essencial que o agricultor e os funcionários da plantação sejam cautelosos e rápidos ao iniciar o manejo corretamente. Confira:

Imagem de um mosca em cima uma folha de planta

1. Use mosquicidas

A maneira mais prática e eficiente de eliminar as moscas-brancas é realizar a aplicação de mosquicidas indicados especialmente para essa praga. É importante ler atentamente a descrição dos produtos, buscando garantir a segurança e a qualidade nos itens usados na sua propriedade.

2. Tenha ajuda dos venenos caseiros

Você também pode adotar alguns venenos caseiros para impedir a proliferação da mosca-branca. A calda de sal pode ajudar no controle de inúmeras pragas, como pulgões, lagartas do repolho e a própria mosca-branca. O melhor de tudo é que essa mistura não é tóxica! Confira o passo a passo:

Ingredientes:

  • 4 colheres de chá de vinagre;
  • 1 colher de chá de sal;
  • 1 litro de água;
  • 1/2 colher de chá de sabão líquido neutro.

Preparando a solução:

  1. Misture todos os componentes em um recipiente;
  2. Aplique a mistura sobre as folhas em um período de 5 a 7 dias. De preferência, faça a pulverização em dias nublados ou à noite.

3. Faça um controle cultural frequente

O controle cultural consiste em técnicas adotadas em diferentes plantações, buscando reduzir o desenvolvimento de pragas, doenças ou plantas daninhas no plantio. Isso inclui algumas atividades como:

  • Usar sementes certificadas;
  • Fazer a retirada constante de plantas daninhas usadas como hospedeiras;
  • Eliminar plantas que já foram contaminadas;
  • Monitorar a população de moscas-brancas da área.

Inclusiva, a rotação de culturas é uma ótima maneira de evitar a propagação de pragas e doenças na plantação. Acesse e saiba como essa técnica funciona!

4. Controle biológico

Outra maneira de diminuir e eliminar a presença de moscas-brancas na lavoura é por meio do controle biológico. Mas afinal, o que é um controle biológico? É uma técnica em que predadores naturais dos invasores são colocados na plantação, ajudando a combater e a eliminar a mosca-branca.

Essa técnica pode ser inserida no ambiente por meio de parasitas, fungos entomopatogênicos e outros insetos como o Neuroptera, Hemiptera e Coleoptera, os quais são uma espécie de joaninha. É importante lembrar que essas espécies não causam nenhum tipo de dano ou prejuízo às plantas.

Considerações finais sobre a mosca-branca

A mosca-branca é um parasita que precisa ter a atenção do agricultor. Se não controlada com antecedência, pode acabar com plantações inteiras em um curto período de tempo. Além de sugar a planta, esse inseto também pode propagar doenças por meio de vírus que afetam o desenvolvimento de várias espécies.

Imagem de uma mosca em cima de uma folha de planta

Busque formas diferentes de combater e eliminar as moscas-brancas. Com o tempo, será possível evitar que a praga crie resistência com o uso de inseticidas e outros produtos químicos.


Continue navegando no blog da Agroline e conheça outros posts que podem ser do seu interesse. Por aqui, abordamos temas sobre controle de pragas, dicas de produtos, novidades no mundo da pecuária, agronegócio e muito mais.

Confira: Formicida para formiga lava-pé e dicas para evitar a praga!

Até a próxima!