Os morcegos podem ser um grande incômodo em propriedades rurais. Sua presença noturna e silenciosa pode trazer prejuízos e problemas para o produtor. Entre os principais deles estão a transmissão da raiva, uma doença que pode até matar animais e humanos, além de as mordidas, também provocarem a perda de peso no gado de engorda e a diminuição na produção de leite no gado leiteiro.

No post de hoje, vamos explicar melhor como fazer o controle biológico e acabar com infestações desses animais perto dos rebanhos, além de falarmos um pouco mais sobre esses curiosos seres que queremos longe da produção. Vamos lá?

Dicas de como espantar morcegos de sua propriedade

Existem diversas maneiras para espantar morcegos e aqui vamos te dar algumas dicas de como resolver esse problema que pode trazer grandes prejuízos, acompanhe.

1. Encontre onde está a colônia e use repelentes para espantar os animais

O primeiro ponto a se levar em consideração é que os morcegos possuem hábitos noturnos, então, você precisará ficar acordado até mais tarde para conseguir identificar onde está a colônia com o maior número de animais.

Detectado o centro da colônia, você pode agir com um repelente contra morcegos para espantá-los, e o bom é que produtos como esse podem ser usados em lugares fechados, como forros ou celeiros. Para evitar esse tipo de intrusão, feche todos os buracos e rachaduras que possam ser canal de entrada para os animais.

Se você encontrá-los em alguma árvore ou fenda de alguma rocha próxima ao pasto, pode aplicar os repelentes da mesma maneira.

Um produto muito interessante, que inclusive você encontra à venda na Agroline, é o Citropirol Desalojante para morcegos. O produto atua exalando um odor de fumaça, afugentando os animais e provocando o desalojamento, pois, por instinto, eles tendem a ficar longe do perigo, acreditando que o cheiro da fumaça é proveniente de um incêndio.

imagem do remédio Citropirol Desalojante para morcegos em um fundo branco

Não deixe de conferir também o nosso conteúdo sobre a miíase animal, as causas, tratamentos e produtos indicados para as bicheiras.

2. Proteja o rebanho com produtos para afastar morcegos

Outra opção para evitar que o seu rebanho seja atacado por morcegos é usar pomadas e cremes que afastam os morcegos, como os repelentes, pelo cheiro incômodo.

Existem diversos produtos pulverizadores e também pomadas que podem ser aplicados nos animais com ótima eficácia para espantar os morcegos e manter o rebanho livre dos ataques.

veterinários cuidando de seu gado

3. Vacine o seu rebanho contra a raiva

De todas as opções para proteger o seu rebanho contra os morcegos, a vacinação contra raiva ainda é a melhor. Dessa maneira, você garante que o seu rebanho esteja protegido mesmo se houver uma colônia de morcegos próxima.

Espantar e tentar acabar com a colônia deve ser a medida quando os animais estão incomodando em residências ou forros de estábulos e cercados onde o gado e pessoas costumam circular. Se a colônia estiver abrigada em uma árvore ou uma caverna, o ideal é deixar que os animais sigam seu curso e proteger o rebanho com a vacina contra a raiva.

imagem de um veterinário dando vacina em um gado

Os perigos que os morcegos podem oferecer

Os morcegos são os únicos mamíferos na natureza capazes de voar. Como a maioria dos outros mamíferos, possuem o corpo coberto de pelos e alimentam os seus descendentes por meio das glândulas mamárias.

Das mais de 170 espécies encontradas no Brasil, apenas três são hematófagas, ou seja, se alimentam de sangue, e, delas, somente uma ataca aves e mamíferos, a Desmodus rotundus.

Essa espécie geralmente mora em cavernas, árvores e construções e aí fica fácil começar a entender os perigos que os morcegos podem oferecer para a saúde do seu rebanho. As colônias de morcegos chegam a até dois mil indivíduos, mas a média é entre 100 e 150 animais por colônia. Imagine o tamanho do problema!

Além de habitarem em ambientes comuns nas proximidades dos pastos onde repousam os rebanhos, eles vivem em grandes bandos e podem transmitir a doença da raiva, que é um grande mal que quase sempre leva os animais infectados à morte.

Conheça também quais são os melhores mosquicidas para manter o seu gado livre dos insetos. A Agroline tem ótimas dicas de tipos e produtos para serem usados contra os mosquitos.

Conheça a Lei 5.197/1967

A Lei 5.197/1967, ou lei de Proteção à Fauna, é uma lei criada para proteger animais silvestres e evitar o desequilíbrio de ecossistemas. Nessa lei, estão inclusos os morcegos, então matar um morcego é crime passível de pena de um a três anos de reclusão, e a multa pode chegar a até R$ 5.500,00.

A lei diz que animais silvestres que vivem em seu habitat natural são propriedade do estado, assim como seus abrigos e criadouros, sendo proibida a sua utilização, perseguição, destruição, caça ou apanha. Por isso, o ideal é apenas espantar os morcegos, e não tentar eliminá-los.

Como você pôde perceber, combater os morcegos pode não ser uma tarefa tão simples e vai exigir paciência, produtor. Por isso, no caso dos morcegos, a melhor medida sempre vai ser proteger o rebanho ao invés de tentar combater a praga, já que existem tantas questões envolvidas com esses animais

A Agroline está sempre buscando trazer conteúdos de qualidade para que você possa conduzir a sua propriedade com boas dicas e a nossa parceria. Continue acompanhando o blog e fique por dentro dos assuntos mais relevantes sobre a fazenda, o campo e a medicina veterinária. Confira dicas e produtos para acabar com os carrapatos em bovinos e deixe seu rebanho livre de mais essa praga.

Referências:

BRASIL. Lei nº 5.197, de 3 de janeiro de 1967. Dispõe sobre a proteção à fauna e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República, 1967.

5/5 - (Total de avaliações: 1)