Os escorpiões estão entre os animais peçonhentos que mais causam acidentes com morte no Brasil. De acordo com o ministério da Saúde, o número de ocorrências quadruplicou no intervalo de dez anos. A quantidade de casos passou de 40.287, em 2008, para 156.833 em 2018. O principal aspecto relacionado aos escorpiões que preocupa a maioria das pessoas é o veneno. Por isso, evita-los é a melhor maneira de prevenir maiores riscos e danos.

No ranking de animais peçonhentos que causam mortes, o escorpião perde apenas para serpentes. Entre as vítimas mais comuns estão crianças, idosos e trabalhadores da construção civil.  A presença desses animais, que são aracnídeos, é cada vez mais comum em meios urbanos. Isso ocorre pois a disponibilidade de abrigos e a falta de predadores naturais faz com que terrenos baldios, construções e até mesmo áreas residencias sejam propícias para a proliferação dos escorpiões.

Cuidados para evitar a presença de escorpiões.

O primeiro cuidado a ser tomado para evitar acidentes com escorpiões é não acumular lixo ou entulho em quintais, pastos ou mesmo em garagens. O lixo e a umidade criam um ambiente perfeito para a proliferação dos escorpiões.

Outro ponto importante é manter os ambientes sempre livres de insetos, porque eles são os principais alimentos dos escorpiões.

Saiba como combater insetos com facilidade: CLIQUE AQUI

Ficar atento as construções antigas, como porões, eles são considerados excelentes refúgios. É indicado também eliminar as frestas nas paredes, muros, pisos, tetos, janelas e portas. Além de usar telas e manter fechado ralos de pias, tanques e banheiros. Uma opção curiosa, é não matar as lagartixas, pois elas são inimigas naturais do escorpião.

Tomar medidas de prevenção é fundamental. Caso seja identificado escorpiões no local, o ideal é não utilizar qualquer técnica caseira ou produto químico na tentativa de exterminá-los. O uso de práticas ou produtos sem indicação específica pode estressar os animais, fazer com que fujam para um esconderijo e que se proliferem ainda mais.

O indicado é  utilizar um produto que seja fabricado e indicado especialmente para o combate do escorpião, como o Scorpmax.

Scorpmax

O produto é um inseticida pronto de formulação exclusiva a base de Lambda Cyhalothrin. Ele é recomendado principalmente para o controle de escorpiões. Isso porque suas microcápsulas permanecem discretamente no ambiente, fazendo com que a praga seja contaminada sem perceber. Além disso, também é eficaz ainda no controle de formigas, mosquitos, pulgas, aranhas, baratas, carrapatos, moscas e percevejos.

Confira agora na Agroline
Confira agora na Agroline

Scorpmax pode ser usado em áreas internas e externas. Para usá-lo basta agitar bem o frasco, colocar o bico em posição para uso e pressionar o gatilho a uma distância de 30 cm.

Para que o produto tenha eficiência, a dica é aplica-lo até obter uma cobertura uniforme nos locais de esconderijos como: frestas, cantos, rodapés, atrás de pias e bancadas, ao redor das portas. Para garantir acabar com aranhas e escorpiões, aplique também nos locais escuros e úmidos, como pilhas de tijolos, madeiras e entulhos.

Precauções

É fundamental aumentar os cuidados ao utilizar o produto, pois ele é altamente perigoso caso ocorra ingestão, inalação ou absorção pela pele. Além disso, é de extrema importância mantê-lo fora do alcance das crianças e de animais domésticos! Confira algumas dicas para obter sucesso na utilização:

– Não aplicar sobre alimentos e utensílios de cozinha, plantas e aquários.
– Não fumar ou comer durante a aplicação.
– Manter o produto na embalagem original e não reutilizar as embalagens vazias.
– Durante a aplicação não devem permanecer no local pessoas ou animais domésticos.

Em caso de contato direto com o produto, lave a parte atingida com água em abundância e sabão. Em caso de contato com os olhos, lavar imediatamente com água corrente em abundância. Se inalado em excesso, remover a pessoa para local ventilado. Em caso de intoxicação, procurar o médico.

Lembre-se de conservar o produto sempre na sua embalagem original em local seco, ventilado e temperatura ambiente.

Compre Scorpmax na Agroline, enviamos para todo Brasil.

Saiba mais!

 – De origem pré-histórica, os escorpiões sobreviveram a todas as catástrofes naturais que o planeta já viveu. Os escorpiões conseguem controlar a quantidade de veneno inoculado em uma ferroada, utilizando quantidades maiores para animais maiores ou quantidades reduzidas, quando o animal for pequeno. Entretanto, nem sempre o escorpião injeta seu veneno quando aplica a ferroada em uma presa.

– A maior ocorrência de escorpiões acontece durante os meses de dezembro e janeiro, além dos períodos chuvosos, época na qual acontece o desalojamento geral da espécie que sempre busca uma superfície para sobreviver.

-No Brasil existem 4 principais espécies que preocupam a população. São elas:  escorpião-amarelo,  escorpião-amarelo-do-nordeste, escorpião-marrom e escorpião-preto-da-amazônia. O escorpião-amarelo é o mais comum entre os acidentes. As fêmeas se autofecundam, podendo ter cerca de 50 filhotes por ano.

– Entre os sintomas da picada de escorpião estão a vermelhidão, o inchaço e principalmente a dor intensa. Em casos graves de envenenamento, a vítima pode ainda apresentar febre, enjoos, vômitos, calafrios e espasmos musculares.

Em caso de picada de escorpião, procure imediatamente um médico.

Post criado em  12 jun, 2015 atualizado em 21 jan, 2020 para atualização.
4/5 - (Total de avaliações: 2)