O uso de endectocidas na atividade pecuária já é uma constante. A necessidade de proteger o rebanho contra os parasitas começa desde o nascimento dos bezerros. Por isso, na hora de planejar o controle estratégico ou prevenir as bicheiras em procedimentos como a cura do umbigo e a castração, é preciso pensar em uma opção segura, como o Exceller.  As normas em relação a segurança alimentar no momento da negociação da carne faz o pecuarista procurar as melhores soluções, tanto em questão de eficácia quanto de custo-benefício. 

Exceller é indicado no tratamento e controle de vermes gastrintestinais e pulmonares, além de carrapatos, bernes, piolhos e ácaros da sarna. Também tem grande atuação sobre miíases (bicheiras) em feridas, bicheiras pós castração.

exceller-02

Como usar o Exceller

A administração do Exceller deve ser realizado apenas de forma injetável. Para o uso correto, basta aplicar via subcutânea ou intramuscular na dose de 1mL para cada 50 kg de peso.

O produto é seguro para os animais tanto de corte quanto leiteiros, desde que respeitados os períodos de carência. O abate dos animais tratados só deve ser realizado após 28 dias após a última aplicação.  O leite dos animais tratados não deve ser destinado ao consumo humano até 10 dias após a última aplicação.  O Exceller não deve ser aplicado em bezerros destinados à vitela.

Qual o diferencial do Exceller?

– Processo Anidro: Integridade do produto e homogeneidade do ativo em cada dose.

– Adição de antioxidantes: Maior estabilidade do ativo garantindo alta eficácia durante 03 anos.

– Veículo OES: Alta disponibilidade e duração prolongada no tecido alvo (especialmente umbigo e bolsa escrotal).

– Indicado para bovino de corte, bovino de leite, suínos e ovinos.

Exceller é uma ótima opção para tratamento de bezerros:

Bicheiras: No Brasil as bicheiras ocorrem em 94% dos municípios, sendo as regiões Sudeste, Centro Oeste e Nordeste as que apresentam maior ocorrência em bovinos. A importância econômica está relacionada com os prejuízos causados pelas lesões que acabam determinando a diminuição da produtividade, atraso no desenvolvimento e morte por toxemia e septicemia. Conheça alguns pontos que são essenciais para se evitar o aparecimento das bicheiras:

– Monitorar os animais após práticas cirúrgicas, ou que apresentem algum ferimento;

– Curar adequadamente o umbigo de bezerros recém nascidos com álcool iodado a 5%;

– Aplicar preventivamente o Exceller em todas as situações citadas acima.

Cura do umbigo:  A inflamação do umbigo do animal pode causar sérios danos. As doenças umbilicais geram grandes prejuízos econômicos, visto que os animais perdem muito peso, tem dificuldade de se desenvolverem, e podem chegar até a morrer, por isso o ideal é prevenir.

Saiba mais: Entenda o que é a onfalite e como tratar seus bezerros. 

Conheça esse e outros produtos de qualidade no site da Agroline: www.agroline.com.br