Curso-Mercepton

O curso de bezerros, ou seja, diarreia, é caracterizado pelo aumento da frequência de evacuações e perda da consistência das fezes. O problema pode ser entendido como uma forma do organismo eliminar toxinas e sustâncias estranhas, sendo muito comum em bovinos recém nascidos.

O problema pode ser causado, principalmente, pelo consumo excessivo de leite, stress, verminoses e doenças infecciosas. Entre as suas principais consequências, a desidratação destaca-se como o perigo mais agravante, já que o animal doente perde muito líquido corporal, ficando cada vez mais fraco.

Por via de regra, um animal com diarreia sempre apresentará certo nível de desidratação. O problema, porém, tem início quando a desidratação se intensifica, sendo necessária corrigi-la por meio do fornecimento de líquido (soro) ao animal. O líquido, por sua vez, pode ser administrado via oral ou injeções na veia.

Aliado ao combate da desidratação é de vital importância solucionar a causa original da diarreia. Nos casos de excesso de leite, basta limitar a ingestão diária do bezerro a aproximadamente 3,5 litros. Já em diarreias infecciosas ou onde seja verificada a existência de sangue nas fezes (curso negro), é preciso tratar o animal com medicamentos à base de sulfas ou antibióticos.

Felizmente, há recursos capazes de prevenir casos de curso em bezerros. Um deles é o uso do DBR Probiotico, uma pasta oral para bovinos que auxilia na prevenção de distúrbios intestinais em bezerros ainda nos primeiros dias de vida. Juntamente com a pasta, a aplicação do vermífugo injetável Dectomax é uma alternativa eficaz para controlar uma variedade de vermes redondos e artrópodes que comprometem a saúde e produtividade bovina.

Estes são os medicamentos que previnem e tratam o curso de bezerros

Já para o tratamento e cura imediata da diarreia em bezerros, a recomendação é uso do 
Borgal injetável
, ou ainda, do Trigental Pasta. Ambas as opções contam com alta eficácia, solucionando o problema em poucos dias de tratamento.

É válido ressaltar que a gravidade da diarreia varia de acordo com as suas causas, sendo fundamental buscar pela orientação de um médico veterinário para que ele receite a dosagem, número de aplicações e período de tratamento necessário em cada situação.