A procura por feno cresce nessa época do ano, quando diminui a oferta de pastagem e o capim já não tem a mesma qualidade. Mas, se engana quem pensa que feno é tudo igual. A forma como foi produzido e armazenado faz toda a diferença, por isso a escolha do melhor FENO é fundamental.

O feno é um importante aliado na alimentação dos animais, ajuda a equilibrar a dieta de bovinos e equinos, auxilia no bom desenvolvimento da parte gástrica e digestiva do animal.

FENORIOPARANA

Fenação Rio Paraná

Um bom feno é aquele que sofre uma dessecação lenta e parcial, de modo que a sua taxa de umidade, originalmente de 60 a 85%, seja reduzida para teores entre 10 e 20%, com perda mínima de nutrientes, maciez, cor e sabor.  Dessa forma, ele torna-se uma ótima fonte de vitaminas A e D.

Mas, o que acontece é que o valor do feno varia sob a influência de diversos fatores, como a perfeição do manuseio, o corte, a secagem, o transporte e onde ele é depositado. Todos esses detalhes fazem a diferença, assim como a espécie e a idade da forrageira utilizada.

Como identificar um feno de qualidade?

A composição química, sua palatabilidade e digestibilidade, são determinados pela espécie botânica da planta, estágio de desenvolvimento, proporção de folhas, coloração verde, alterações causadas por mofos, bolores e insetos, presença de material estranho e perdas sofridas durante a preparação.

Além disso, a fase de maturação no momento do corte também tem grande influência sobre o feno. As folhas são muito mais palatáveis, digestíveis e ricas em nutrientes que as hastes.  Sendo assim, todos os cuidados que diminuem as perdas de folhas durante a preparação e o armazenamento do feno são vantajosas.

–> A cor verde, mais intensa na planta nova e no feno bem preparado, é altamente desejável porque indica a riqueza em caroteno, que tem fundamental importância na nutrição.

O que faz um feno perder nutrientes?

A presença de mofos e bolores diminui a palatabilidade e o valor nutritivo do feno, além de ser perigosa para a saúde dos animais. Além disso, o ataque de insetos prejudica a qualidade do alimento, porque em geral afeta a proporção de folhas, a coloração a palatabilidade e o valor nutritivo.

Qual a diferença do Feno Rio Paraná?

É um alimento com elevado valor nutricional, com altas concentrações de proteína e energia. Rico em fibras longas, que favorecem o desenvolvimento ruminal, aumentam o consumo de matéria seca e diminuem o índice de afecções do sistema digestivo.

O Feno Rio Paraná possui elevado coeficiente de digestibilidade de proteínas e carboidratos, proporcionando o pleno desenvolvimento do potencial genético do seu animal. Outro benefício é que os fardos possuem alta densidade, facilitando o preço do frete por kg de feno.

As ótimas condições de armazenado, sem excesso de umidade e proteção adequada, evitam perdas por fermentação e excesso de temperatura. O Feno Rio Paraná apresenta todos esses cuidados e por isso, tornou-se referência no mercado.

E o Feno Pré Secado?

A diferença do Feno Pré Secado está exclusivamente ligada ao período de murchamento, isto é, quando a Matéria Seca atinge no mínimo 50%. É aí que este produto se destaca! Muitas vezes, a alta umidade pode levar a formação de ácido butírico, e um odor e paladar que deixam a desejar. Por isso, para assegurar ainda mais o processo de fermentação, toda a fabricação de Feno Pré Secado é ensilado com um inoculante específico.

Entre as vantagens, o Feno Pré Secado produz grande quantidade de ácido láctico à baixa PH, reduz perdas de proteínas e energia, melhora a digestibilidade, melhora a palatabilidade e consumo. Além disso, acelera a fermentação, estabilizando-a em 48 horas.

FENO

Mas, quando devo escolher pelo pré-secado?

Ele pode ser uma boa alternativa quando não é viável investir numa estrutura própria, para fazer feno ou pré-secado ou quando o produtor se especializa na produção de leite, ou criação, terceirizando a produção de alimentos. Se o produtor que evitar o excesso de estoque de forragens na propriedade, o feno pré-secado sempre é o mais indicado!

Quais os cuidados necessários?

O processo da fabricação do feno se resume ao corte, desidratação, recolhimento e armazenamento. A secagem depende exclusivamente de temperatura, umidade e vento. Por isso, é fundamental saber a procedência do feno, ter um armazenamento adequado e buscar sempre a qualidade. No inverno, com temperatura mais baixas, o capim demora pra crescer, por isso é importante ficar atento ao clima antes de cortar o feno.

Na época de seca, se o produtor não tem a disponibilidade do pasto, é fundamental entrar com a suplementação de feno para equilibrar a alimentação do animal, cuidando para que o animal tenha uma digestão mais tranquila. 

Cavalo bonito é cavalo bem nutrido, cavalo tratado com feno de qualidade. Não deixe de cuidar do seu animal com atenção especial. Não deixe de conhecer os melhores fenos disponíveis na Agroline!

CAVALOFENO